O Nome (2004)

“Jon Fosse, nesta surpreendente peça “O NOME”, nos coloca frente a frente a estas pessoas tão solitárias, tão paralisadas, e com um humor muito especial, nos faz até rir ao nos identificarmos com esse nosso comportamento banalizado, cotidiano, tão mecânico, tão ritmado, tão cheio de coisas para fazer e ao mesmo tempo tão vazio, tão sem objetivo, que só faz aumentar o vazio afetivo inexplicável.
Foi com enorme prazer, dor e curiosidade que nós nos debruçamos sobre esse tema, tendo o privilégio de entrar em contato com a precisa dramaturgia de Jon Fosse, que foi atingindo nossas camadas mais internas, revolvendo afetos, sugerindo mudanças e discutindo questões.
Que os deuses do teatro nos iluminem e que possamos ajudar essas almas famintas para que sejam menos famintas, reintegrando, compartilhando, renovando, através da arte”. Denise Weimberg

Alex Gruli e Bruna Longo

Tradução: Alexandre Tenório
Direção: Denise Weimberg
Assistente de direção: Alexandre Tenório
Música: Eduardo Agni
Dramaturgia corporal: Neide Neves
Cenografia: Alexandre Tenório
Figurino: Leopoldo Pacheco
Iluminação: Wagner Freire
Coordenação do Núcleo Experimental do SESI: Isabel Setti
Atores: Alain Brum, Alex Gruli, Alexandre Kirchmayer, Bruna Longo, Dinah Feldman, Morgana Souza

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *